quinta-feira, 15 de julho de 2010

Isto promete!!!

Acabo de fazer uma pesquisa no meu email assim:



Isto não pode ser boa coisa, pois não?!

quarta-feira, 31 de março de 2010

Surgiu-me o seguinte título...



Sinais de vida - O novo Programa de Mó e Ana.


Parece que temos futuro na televisão...

quinta-feira, 4 de março de 2010

A (verdadeira) origem do nome deste blog!


São os dias como o de hoje em que não me canso de repetir:


"Sim, sim eu penteei-me de manhã, mas a única coisa que consegui deste cabelo foi ter assim este look de despenteada mental!".

sábado, 30 de maio de 2009

Sabemos que atingimos o fim da juventude quando...


... Dizemos coisas como:


"Agora ando a comprar um conjunto de panelas!".


Batemos mesmo no fundo, não foi?!


terça-feira, 17 de março de 2009

What if...?


O tempo passa e eu não o vejo passar...

Certo é que muita coisa me aconteceu desde o último post. Vejamos:

Ponto 1. Entrei numa fase estonteante no meu querido trabalho (a.k.a. Cabeleireiro de Pessoas Mentalmente Despenteadas) - mudança de instalações, trabalho aos fins de semana, trabalho a duplicar com os mesmos recursos humanos, blá, blá, blá...

Ponto 2. Entrei numa fase estonteante no meu querido doutoramento (nem vos maço com pormenores), blá, blá,blá...

Ponto 3. Ando a tirar os dentes do siso. Sim, OS dentes do siso, que eu não faço a coisa por menos e tenho que extrair os quatro... Ou bem que é ou então não é... blá, blá, blá...

Ponto 4. Tenho tentado conjugar tudo isto com resquícios de vida social... (e a palavra chave aqui é mesmo tentar), blá, blá, blá...

Mas, if you ask me, tudo isto são desculpas e a questão que se põe é....

Am I a one-night-blogger?

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Variâncias, Equações e Matemáticas dos Números...


A proporção de posts neste blog, varia na razão directa do trabalho feito para as respectivas teses das Malucas.


A minha de Mestrado, a dela de Doutoramento...

domingo, 21 de dezembro de 2008

Sons de Natal


É Natal…



As crianças anseiam pelos presentes, a azáfama das lojas é absolutamente incrível – acreditem, eu tentei ir hoje ao Continente e ia morrendo –, compram-se os ingredientes para as belas iguarias natalícias, as canções de Natal ecoam por todo lado.

Há pouco dei por mim a embrulhar presentes e a cantarolar… Sabem que música?

Não, não foi a Noite Feliz, o Jingle Bells, o Let it snow, nem mesmo o Last Christmas, desse fenómeno musical dos 80’s que foram os Wham.

À medida que ia embrulhando prendas eu cantava, repetidamente:

“Pega na lancheira e vai levar o almoço ao pai,

Pega na lancheira e vai levar o almoço ao pai,

Pega na terrina e vai levar o almoço à prima,

Pega na terrina e vai levar o almoço à prima…”


Conhecem?

A questão que eu coloco é: que raio me terá dado na cabeça para cantar isto? Serei normal?

sábado, 13 de dezembro de 2008

Professora sem curso, oferece-se!



Pois bem, apesar de trabalhar num Cabeleireiro de Pessoas Mentalmente Despenteadas,no último ano especializei-me em variadíssimas outras disciplinas.
Vejamos, a nível do ensino secundário: Economia, Biologia, Físico-Química e Português.
A nível do ensino básico: Português, Matemática, Estudo do Meio.
A nível do ensino superior: Serviço Social e Psicologia.

Como? - Perguntam vocês.
A dar explicações a muitas pessoas! - Respondo eu.

Conclusão Primeira: sou uma tipa muito inteligente!

Conclusão Segunda: sou uma gaja mesmo burra porque não recebo um tostão!!!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

E depois dizem que eu sou assim? Pudera...


Mó Despenteada: A R. entrou no Messenger...

Eu: Deixa lá ver...

Mó Despenteada: Oh que vidinha desinteressante se deve ter quando vais para a net nos primeiros dias da tua casa nova!

Eu: LOL! LOL! LOL! (Eu já disse que isto deve ser a palavra mais escrita no meu teclado?!).

Tu és muito pior que eu! Muito mesmo!!!

Mó Despenteada: Tu puxaste a minha veia maléfica!

Eu: A verdade é que não deixas de ter razão...

Mó Despenteada: Eu já vivi com o P. e lembro-me bem do que fiz nos primeiros dias...

Eu: Não quero saber, tá? Eu já sou suficientemente traumatizada sim???



Juro que vou ter pesadelos esta noite! E não vão ser nada bonitos...


quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Pró Natal, de presente eu quero que seja…


O meu aquecimento central, o meu aquecimento central… trá lá lá lá lá!

Lembram-se da Minha Agenda? Desse tempo fabuloso em que nos faziam acreditar que precisávamos de uma agenda para controlar o nosso horário, cheio de compromissos tão inadiáveis como ver os desenhos animados de sábado de manhã ou jogar à bola? Ou, melhor dizendo, do tempo em que nos impingiam um livro disfarçado de agenda?


Foi mais ou menos nesse tempo que aprendemos que o clima de Portugal era temperado mediterrânico. E a palavra-chave aqui é mesmo TEMPERADO, que quer dizer suave, moderado. Ora, o mundo mudou muito desde então. Nesse tempo, eu queria ter de presente A Minha Agenda porque não fazia tanto frio; se fizesse frio como agora, certamente pediria um aquecedor a óleo ou mesmo um ventoso (o meu nome carinhoso para termoventilador - sim, a minha vida é triste ao ponto de eu tratar carinhosamente electrodomésticos).

Eu nunca tive “A Minha Agenda”. E por este andar também não terei aquecimento central tão cedo. A minha vida é triste…e o Pai Natal odeia-me!


E pronto, assim se declara aberta a época natalícia neste blog!

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Lindo, lindo...





...É ver-me a mim, às 10h da noite de pijaminha vestido a sair de casa!

E para quê, perguntar-se-ão vocês?

Não, não é para fazer concorrência ao local de trabalho da Mó! É apenas para meter o carro na garagem que aqui onde eu moro faz um frio que até estala a pintura dos bichos!

Mas o melhor disso tudo é ser vista pelo vizinho de cima, que só assim por um acaso é nosso colega num dos locais onde trabalhamos em parceria!

Ai as vergonhas que eu passo e ao que eu me sujeito!


sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Eu não trabalho num circo mas…

Sexta-feira, véspera de fim-de-semana prolongado (para os outros, que eu cá trabalho amanhã). Chuva torrencial. Sigo a minha rotina e entro no gabinete de trabalho. Montanhas de papéis desordenados, centenas de tarefas atrasadas… Perante este cenário, qual a pior micro-lesão de trabalho que poderia acontecer?

a) Quase me arrancarem um pedaço do interior da coxa, com um beliscão continuado (daqueles que tentamos desesperadamente sacudir mas é como se tivéssemos um canídeo agarrado à dita cuja);
b) Ser violentamente “acariciada” por um arranhão, mesmo na bochecha direita (não tendo esta arranhadela qualquer cariz sexual, situação na qual se poderia ponderar o epíteto de lesão) OU
c) Ser cuspida na cara (não estou a falar do sentido figurativo da coisa, estou a falar de saliva real e em quantidades muito consideráveis) ao ponto de ficar a ver vários pontinhos através das lentes de contacto?

É justamente aqui que reside a beleza do meu trabalho. Eu não tive de pensar sobre isto.

Porquê? Porque me aconteceram todas estas coisas, num só dia, com uma chuva torrencial, com centenas de tarefas atrasadas…

Digamos que trabalho num sítio que pode ser definido como um Cabeleireiro para Pessoas Mentalmente Despenteadas…

Mas lá que podia ser um circo… Lá isso podia!

Como (não) justificar o nome do blog - Parte II


Este blog existe por mais dois motivos além do já referido!


1. Porque ela é MINHA amiga!


2. Porque a obrigaram!

Como (não) justificar o nome de um blog

O que é que acontece quando, numa noite fria de inverno, estamos a familiarizar a nossa mãe com as novas tecnologias, nomeadamente com o teclado de um computador, e ela, apesar de ter a mão em cima da tecla correspondente à letra P, não a consegue encontrar?

As pessoas normais dizem “Mãe, tens a mão mesmo em cima da tecla!

Eu não. Eu digo “Mãe, ai se ela fosse uma cãozinho e mordesse…”. E ladro. Imito um cão eufórico.




É por isso que eu sou uma despenteada mental.

É por isso que existe este blog.